Querendo ver outros blogs meus consultar a Teia dos meus blogs

quarta-feira, 24 de outubro de 2007

Fidélio-Abertura

Acabado de chegar duma representação da ópera Fidélio de Beethoven, onde de novo tive a oportunidade de "reouvir" a soprano australiana Alexandra Wilson do papel de Leonore, a nossa simpática e competente soprano Elvira Ferreira como Marzelline, o tenor José Manuel Araújo (no próximo dia 26 cantará a Tosca, lá estarei) como Florestan, os baixos Marco Talavera(Don Fernando), Atahualpa Hernández (Don Pizarro) e Bruno Pereira (Rocco) e o tenor Fernando Guimarães como Jacquino.

Direcção musical de Félix Carrasco na condução da Orquestra do Norte.

Esta ópera estreou em 1805 em Viena e é a única ópera de Beethoven.

Sofreu várias alterações até à conclusão final em 1814 e só nessa altura então o êxito foi absoluto.

A abertura que apresento aqui, constituiu uma grande preocupação para ele, tanto que fez quatro versões, muito embora a estreia tenha constituído um fracasso, pois só tendo sido objecto de 3 representações, devido também ao cerco militar a Viena , que nessa altura foi montado pelo exército francês.

Fica pois a referência sobra a única ópera de Beethoven,

Nikolaus Harnoncourt conduz a orquestra da Ópera de Zurique

sábado, 20 de outubro de 2007

La Traviata

Acabei de assistir a uma apresentação de La Traviata de Verdi, bastante interessante, com o seguinte elenco principal

Violetta Valéry-Agnieszka Bochenek-Osiecka(soprano)
Alfredo Germont-Carlos Galvan(tenor)
Giorgio Germont-Vítor Torres(barítono)
Flora-Natália Rios(mezzo-soprano)
Annina-Rosalva Mancilia Bernal(soprano)

Encenação de Carlos Avilez e orquestra do Norte dirigida pelo maestro José Ferreira Lobo.

Gostei bastante das actuações de Agnieszka Bochenek-Osiecka e dum magnífico Vítor Torres, que já me haviam entusiasmado na gala que referi no post anterior.

Torres é um barítono argentino, que conta já com alguns prémios e desempenho em vários papéis para a sua voz nomeadamente o Conte di Luna(Trovador). Marcelo (La Bhoeme) ou no Rigoletto entre outras.

Osiecka é polaca e canta como graduada desde o ano 2000, forte nos seus papéis de Violetta ou de Gilda do Rigoletto, que interpretou como solista principal do Teatro Nacional de Ostrava.

Do novos e ainda pouco famosos não reza o You tube, mas já que se fala em La Traviata, duas pequenas notas.

Para ver e ouvir Pavarotti e Sutherland cantarem o cartão de visita de La Traviata o famoso Brandisi clicar aqui.

Fica a nota sentimental, para além do simplicidade deste dueto primário que toda a gente canta. Mas a grande Dame australiana foi provavelmente a principal impulsionadora da carreira de Luciano. (Não tivesse ele valor !!!)

Noutro apontamento mais uma "descoberta" You tube minha (santa ignorância), esta jovem soprano americana de nome Elizabeth Futral, cantando a sequência final do 1º acto de Violetta, precisamente aquele tempo em que Verdi, "oferece" ao papel da protagonista, um conjunto de ornamentos vocais que exige uma verdadeira demonstração de virtuosismo que acalmará no decorrer dos actos seguinte, talvez a razão porque esta americana me entusiasmou.

Para ver e ouvir clicar aqui


terça-feira, 16 de outubro de 2007

Rusalka-Mesicku na nebi hlubokém(Canção á Lua)

Assisti hoje numa gala ao vivo, a uma actuação muito interessante duma soprano que não conhecia de nome Alexandra Wilson, que embora pelo nome não pareça é australiana.

Indaguei que a sua preferência vai para repertórios de óperas do séc. XX, tendo ganho em 2005 o prémio especial Richard Wagner, no concurso de Canto de Ravello, em Itália.

Curiosamente ouvia-a cantar o trecho da ópera de Dvorak, Rusalka o mesmo que consegui encontrar no You tube e que aqui apresento

Rusalka é uma ninfa filha do Génio das Águas, que sonha abandonar a imortalidade do mundo sobrenatural e tomar a forma a forma humana, adquirir uma alma, para que o seu amor pelo príncipe possa ser correspondido.

Neste canto à Lua,(cantado em checo) ela diz

Lua de prata no céu profundo
a tua luz vê terras distantes,
viajas por todo o vasto mundo,
vês as moradas humanas.
Lua detém-te por um momento,
diz-me onde está o meu bem amado
Diz-lhe lua prateada no céu
que o estreito em meus braços,
que por um instante, ao menos
se recorde de mim em seus sonhos,
Que por um instante, ao menos,
se recorde de mim em seus sonhos,
Ilumina a sua longínqua morada,
diz-lhe quem o está aqui esperando !
Ilumina a sua longínqua morada,
diz-lhe quem o está aqui esperando !
Se sonha comigo
que esta lembrança o acorde !
Lua, não desapareças, não desapareças !

sexta-feira, 12 de outubro de 2007

Para a competição da melhor mezzo actual

Todas no mesmo post, para ajudar à escolha

Cecilia Bartolli-Canzonetta spagnuola de Rossini





Agnes Baltsa-Nacqui all'affanno-La Cenerentola



Dolora Zajick -Innegiamo-Cavalleria rusticana



Olga Borodina-O Don Fatale-D.Carlos

sábado, 6 de outubro de 2007

Giuditta-Meine Lippen sie Kussen so heiss

Quando alguém afirmar que a ópera é chata, cantada por gordas feias que só sabem gritar, apresentem-lhes Anna Netrebko, uma jovem soprano russa de 36 anos.

No meu blogue Sindicato de Operários, vou iniciar a apresentação da ópera Elixir do Amor de Donizetti, onde espero apresentar alguns clips de árias, cantadas por esta bela soprano, que contradiz em absoluto esse lugar comum, das soprano gordas e feias ... pelo menos por enquanto.

É um produto técnico da Escola de São Petersburgo e do seu orientador vocal o maestro Valera Gergiev, que a descobriu quando começou a trabalhar lavando o chão do Teatro Mariinsky.

Isto sim chama-se começar por baixo.


Descobri este magnifico clip de Anna Netrebko cantando num Prom, com uma graciosidade espantosa (aproveitando o clima favorável desse concertos) um trecho duma opereta de Franz Lehar, "Giuditta"

"Meine Lippen sie Kussen so heiss".

Para ver esta delícia clicar aqui

Como acho que amar também é comparar, aproveito para incluir a interpretação do mesmo trecho, na voz doutra soprano também ela deliciosa a veterana Ileana Cotrubas, que em tempo publiquei no meu blogue Sindicato de Operários.

Para ouvir clicar aqui