Querendo ver outros blogs meus consultar a Teia dos meus blogs

quinta-feira, 28 de maio de 2009

Elena Souliotis

Elena Souliotis, a soprano grega que morreu com idade 61, foi aclamado como o provável sucessora de Maria Callas quando apareceu pela primeira vez em cena, em meados dos anos 1960.

Nasceu em Atenas em 28 de Maio 1943. Filha de mãe grega e pai russo. Quando Elena tinha apenas cinco anos de idade, seus pais emigraram para Buenos Aires, onde começou seu treinamento vocal.

Estreou-se quando tinha apenas 20 anos, na exigente papel de Santuzza na Cavalleria Rusticana. Em 1965 ela cantou o papel de Amélia em Un ballo em maschera. No ano seguinte fez sua estréia no La Scala, na abertura da época cantando Abigaille no melodrama de Verdi Nabucco, causando grande sensação.

Elena Souliotis morreu em 4 de dezembro de 2004, em Florença.

Aqui podemos ouvi-la cantar da ópera Força do Destino de Verdi a ária Son giunta grazie o Dio.


Caso não consiga ver o vídeo clicar >>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>> aqui


terça-feira, 26 de maio de 2009

Eugene Onegin-Cena da Carta

Tereza Stratas é uma soprano canadiana, nascida em Toronto, de ascendência grega. Formada no Conservatório de Música da sua cidade natal. Fez a sua estreia com 20 anos cantando o papel de Mimi da Boheme.

Nesta cena do 3º acto, Onegin quer que Tatiana responda uma carta em que revela o seu amor por ela. Tatiana tristemente lhe diz que embora ainda sinta por ele o amor passional platónico de menina, agora ela é mulher, e nunca poderia encontrar felicidade e respeito com ele e diz-lhe que é tarde demais.

Ela ordena que ele a deixe para sempre. Ambos se separam para sempre.

Caso não consiga ver o vídeo clicar >>>>>>>>>>>>>>>>>>>>> aqui


segunda-feira, 25 de maio de 2009

Beverly Sills

Beverly Sills, se fosse viva faria hoje 80 anos, porém faleceu em 2007. Nasceu nos Estados Unidos, e começou a cantar com o nome de Bubbles Silverman, utilizando o seu verdadeiro e as bolhas (Bubbles) que o seu feitio agitado e a sua cabeleira ruiva podiam sugerir.

A sua primeira professora Estelle Liebling, a quem dedica a canção que poderemos assistir no vídeo abaixo mostrado e que segundo ela foi a primeira canção que lhe ensinou tinha ela 10 anos, foi de grande importância na sua carreira, que se iniciou pelas operetas sendo a sua estreia na ópera como Frasquita, da Carmen de Bizet, na Philadelphia Civic Opera.

Em 1969, estreou-se no Teatro Scala, de Milão, com grande êxito, mas a sua carreira foi sempre mais produtiva no seu País, por razões de família, atendendo ao facto da saúde débil dos seus filhos, não lhe permitir ausências prolongadas.

Em 27 de outubro de 1980, Beverly Sills retirou-se dos palcos com uma gala de despedida na New York City Opera (é desse espectáculo que se refere o vídeo que aqui se publica).

No mesmo ano, tornou-se a directora geral do teatro, mantendo o posto até 1989.

Como disse no início morreu do dia 2 de Julho de 2007, vitima dum cancro no pulmão.

quinta-feira, 21 de maio de 2009

Il PIrate-Col Sorriso D'innocenza(Final)

Rosalind Plowright é uma das principais cantoras britânicas da actualidade, com passagem por todas as grandes casas de ópera do mundo.

Rosalind Plowright actuou na sua estreia americana ao lado de José Carreras. Ambos cantaram também Andrea Chenier em Covent Garden e gravaram La Forza del Destino para a Deutsche Grammophon .

Com Placido Domingo, actuou em II Trovatore em Covent Garden e gravou a mesma ópera para a Deutsche Grammophon

Com Luciano Pavarotti, actuou em Aida em Covent Garden e num concerto de gala na Arena of Verona.

Faz hoje dia 21 de Maio de 2009, 60 anos

Il Pirata é uma ópera de Bellini, a primeira que produziu em conjunto com o libretista Romani

Esta ópera acaba quando Imogène compreende que Gualtiero irá morrer, porue a sua condenação foi anuciada. Perseguida pelas imagens terríveis da execução que foi incapaz de impedir, Imogène exclama que nelas se esconde a sua própria morte.


caso não consiga ver o vídeo em fim de página clicar >>>>>>>>>>>>>>>> aqui


domingo, 17 de maio de 2009

Zaira-Ah, crudeli chiamarmi alla vita

Clara Polito, jovem soprano italiana nascida em Palermo, pertence à nova geração do bel canto pois apenas se estreou em 2001 no papl de Despina no Cosi fan tutte e em 2004 fez a rainha da noite na Flauta Mágica.


Zaira é uma ópera em dois actos de Belini a partir dum libreto de Felice Romani. Situada no tempo das cruzadas relata a tragédia do amor da criatã Zaira pelo sultão de Jerusalém Orosmane, muçulmano. Esta ópera não foi bem recebida na sua estreia no Teatro Régio de Parma e só no último quartel do século XX voltou a ser reavaliada num interpretação de Renata Scotto e Georgio Lamberti.



Caso não consiga ver o vídeo clicar >>>>>>>>>>>>>>>>>>> aqui


sexta-feira, 8 de maio de 2009

Aleko

A primeira profissão de Yevgeny Nesterenko foi a de arquitecto, formado em Leninegrado, mas os seus dotes vocais trouxeram-no para a música, vndo a estudar no conservatório da sua cidade natal, tendo sido convidado a cantar na ópera de Maly, ainda no seu último ano de conservatório, onde aliás ainda hoje lecciona.

Conta no seu repertório com interpretações nas principais óperas russas, para a soa voz de baixo, mas o grande destaque é para o papel do czar Boris na ópera de Mussorgsky' Boris Godunov.

Claro que já percorreu todos os grandes palcos europeu, destacando contudo a curiosidade de ele e a soprano Elena Obraztsova, terem sido os primeiros solistas russos a cantar no Scala.

Aqui a sua interpretação é da cavantina de Aleko, da ópera do mesmo nome de Rachmaninoff

Caso não consiga ver o filme clicar >>>>>>>>>>>>>>>>>>>>> aqui


quarta-feira, 6 de maio de 2009

Otello- Già nella notte densa

Para mostrar a profundidade do amor de Otello e Desdémona, Boito o libretista desta ópera, acrescentou um dueto de amor no final de primeiro acto.


Giacomo Lauri Volpi canta com Maria Caniglia, que embora já falecia há 30 anos permanece reconhecida como uma das principais vozes soprano dramática italiana.

Caso não consiga ver o vídeo clicar >>>>>>>>>>>>>>>> aqui