Querendo ver outros blogs meus consultar a Teia dos meus blogs

sábado, 7 de novembro de 2009

I due Foscari(II)

Decidida a salvar o marido, nem que para isso tenha de defrontar o Doge, está Lucrezia, mulher de Jacopo. Pretende ser recebida pelo sogro mas canta a Deus Tu, sob cujo olhar onipotente todos os homens se alegram ou choram.

Quando a sua amiga Pisana entrando em lágrimas, lhe transmite a notícia de que Jacopo foi condenado ao exílio, provoca uma outra explosão de fúria de Lucrezia, cantando

La clemenza? . . . s'aggiunge lo scherno! . . .
D'ingiustizia era poco il delitto?
Si condanna e s'insulta l'afflitto
di clemenza parlando e pietà?
O patrizi, tremate . . . l'Eterno
l'opre vostre dal cielo misura . . .
D'onta eterna, d'immensa sciagura
egli giusto pagarvi saprà.

Este papel de Lucrécia é cantada por Linda Roark-Strummer

Caso não consiga ver o clip clicar >>>>>>>>> aqui


Sem comentários: